Recomeçar

Recomeçar
Assim como a fênix meu destino é o de renascer das cinzas. Quando acredito ter me aproximado de algo, na verdade este é o momento de abandonar tudo e recomeçar. Sempre de uma nova forma. De uma nova maneira, para que assim eu possa viver muitas vidas em uma única vida. (By Edna Vezzoni)

domingo, 31 de maio de 2015

Exercício do Perdão.




Exercício do Perdão. Próprio para ser feito nas segundas-feiras de lua crescente para cheia.

Melhor horário: após as dezoito horas.
Deusa mais apropriada: A Egípcia Ísis.


Antes de iniciar o exercício proposto, providencie um ambiente calmo e acolhedor. Fique na penumbra, com apenas a chama de uma vela branca.
Sente-se confortavelmente e faça o mantra RAMA (o som nasce da garganta) por 09 vezes, visualizando a cor dourada ao redor do plexo solar.
Coloque uma música suave. Sem letra.
Seus pés devem estar firmemente fixados no chão. Coluna ereta. Mãos cruzadas, (direita sobre a esquerda) repousando sobre o colo.
Feche os olhos. Respire profundamente. Inspire bem devagar contando mentalmente, 1, 2, 3,4. Segure o ar contando 01, 02. Expire suavemente 1, 2, 3,4. Repita o exercício + 3x.
Mantenha o ritmo respiratório.
Pausa.

Visualize-se vestida de branco. “pintada” com uma tinta ou uma luz imaginária, a roupa que você está usando nesse momento.
Comece pelos sapatos, as meias, a parte inferior, a roupa íntima, a parte superior, os acessórios.


Visualize uma escadaria branca, majestosa, à sua frente. Como as dos filmes inesquecíveis, com degraus largos, seguros. Um corrimão firme de cada lado e um patamar no final dela. Caminhe em direção á escada.
Vá subindo os degraus lentamente. Para cada degrau escalado, deixe em baixo alguém que lhe causa (ou causou) algum tipo de preocupação, mal estar, ou que tenha lhe ofendido.
Não precisa ser necessariamente, alguém de quem você não goste, ou que não goste de você, (seres encarnados ou desencarnados), mas também as pessoas que estão com algum tipo de problema para o qual você não tem a solução. Coloque-os todos ali. Familiares, colegas de trabalho, de estudos, rostos anônimos, quem tentou enganá-la no troco, quem foi rude no atendimento de uma necessidade sua, o homem que passa de carro e espirra lama na sua roupa, o empregado que responde grosseiramente, o funcionário público que a fez perder a paciência, etc.
Para cada degrau, uma pessoa, é deixada no patamar térreo. Até que todas estejam na escada.
Depois de escalar todo o time. Olhe para o horizonte distante. Lá longe, uma luz possante vem surgindo. Uma luz de um branco azulado.

 Procure sentir todo o seu ser. Perceba que antes de perdoar, você deve se perdoar. Veja-se então se libertando de toda mágoa, ódio, ressentimento, inveja, incompreensão, ciúmes, possessão.
Permita que todos esses sentimentos ruins saiam de sua mente e do seu coração. Veja essa nuvem escura abandonando seu corpo e sendo tragada pela forte luz do horizonte. 
Quando não houver mais nenhuma emoção negativa a ser absorvida pela luz; Volte-se para as pessoas que estão na escada, abaixo de você, encare-os e envie uma névoa úmida, perfumada, morna ou refrescante (dependendo do clima). Essa névoa vai sendo pulverizada sobre as cabeças dessas pessoas. À medida que a névoa vai caindo, os semblantes das pessoas se transformam.
Todos ficam serenos, com a expressão suave. Esboçam um sorriso e dirigem um terno olhar para você. Nesse momento você retribuirá com um gesto cordial. Seja um sorriso, um aceno, ou um beijo.
Aproveite a sensação de bem estar por mais alguns momentos, depois deixe a cena se desmontar e lentamente venha voltando para o aqui e agora.
Respire profundamente e abra os olhos. Observe o ambiente ao seu redor. Houve alguma mudança em você ou no ambiente?  
Registre seus sentimentos. Verifique quais foram as pessoas com as quais você teve mais dificuldade, em perdoar. Elas deverão fazer parte de um novo exercício, em uma outra ocasião.

Deixe a vela queimar até o final e retorne as suas atividades.

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Pela cura do Planeta. (Ritual)

Para ser feito sempre aos domingos. Melhor se feito dentro da lua crescente. Eu os convido a trabalharem pela cura de si mesmos e do nosso Planeta. A Grande Mãe Terra.
Onde? Na sua casa, no banco da praça ou aqui mesmo, neste momento.
Hora: Das 13h20min às 16h00min. Ou na hora em que te for possível. 

Flor: Girassol ou Sempre- Viva. (opcional)
Incenso: Alecrim. (opcional)
Vela: na cor amarela. Quantas? Uma. Ou nenhuma. Se optou por acender coloque um copo com água ao lado da vela. Assim que a chama se apagar, tome um gole desta água e despeje o restante em um vaso de plantas, ou dê para o seu bichinho de estimação beber. (nada receie, essa água será consagrada pelo Arcanjo Rafael).
Feche os olhos. Inspire e expire várias vezes. Inspire luz, (através das narinas) expire suas emoções negativas (através da sua boca). Esta energia ruim vai sendo tragada pela luz violeta que a tudo transmuta. Nela nos libertamos do orgulho, da avareza, da vaidade, do egoísmo. 
Enquanto inspira e expira vá relaxando o seu corpo. Comece pelos pés e venha subindo até chegar o topo da sua cabeça. 
Deixe o Sol brilhar dentro do teu coração e dele emanar a luz rosa do amor incondicional.
Agora você está caminhando por uma trilha em meio à Natureza. Esta trilha te leva para o pico do mundo. Ali há uma enorme plataforma com um grupo de pessoas. Estão de mãos dadas e formam um grande círculo. Você se aproxima e é bem vinda (o) em meio a essa multidão composta por uma maioria de pessoas desconhecidas. São pessoas. Seres humanos como você, sem distinção de raça, cor ou credo. Todos estão se unindo com o mesmo propósito que o seu. O de trabalhar em prol da sua cura interior e da cura de todo o planeta. O círculo se abre para que você possa entrar e dar as mãos a dois deles. Preste atenção em quem está a sua direita e a sua esquerda. 
No centro do círculo se encontra o planeta Terra girando no espaço. Acima dele o Arcanjo Rafael.
Do centro do planeta Terra sobe uma luz azulada. 
Todos os presentes elevam as mãos em direção ao centro da Terra e começam a enviar uma luz amarelo esverdeada.
Neste momento um coro de anjos fecha o círculo humano, formando um segundo círculo, de tal modo que todos estão protegidos por um dos anjos posicionado às suas costas.
Agora o poder de cura se intensifica. Começamos a receber a energia de cura dos anjos e a doamos para a Terra. Vemos os rios correndo livres. Aspiramos o ar despoluído. Frutas, flores, e todos os tipos de alimentos emergem da Terra que a todos nutre. Vemos os animais, a força e poder de todos os elementos que compõem a natureza. Os nossos governantes sendo por nós influenciados. Nosso objetivo é o de extirpar o mau da ganância e da corrupção, abrindo assim o caminho para que a Luz possa passar e afastar as trevas e até mesmo as nossas inconscientes negações.
Ouvimos os Anjos entoando um cântico de cura. Nos deixamos ser levados pela força deste cântico. Unimos nossas vozes à dos anjos e entoamos “Todos Somos Um” 
Enquanto enviamos Paz e harmonia. Amor e alegria. Saúde e sucesso, para todos os seres humanos.
Olhe para as pessoas à sua direita, à sua esquerda e à sua frente. Sorria e diga: - Gratidão a ti meu irmão/ã por fazer parte da minha caminhada.
Inspire e expire. Veja o círculo se desfazendo... Comece a voltar para o aqui e agora. Toque o seu rosto, tome consciência do local em que você se encontra. Três, dois, um. Abra os olhos e retome as suas atividades.
Abençoados sejam e “An Ianna Lon Ya”
Meditação escrita por Edna Vezzoni.

sábado, 2 de maio de 2015

Dias da Semana: Sábado


Pode até parecer, mas sábado não é o Dia do Oba Oba (olha a mente suja!).
Sábado é regido pelos Deuses e Deusas de Saturno, popularmente conhecido como “Senhor do Tempo”. É isso aí, quando você menos espera o Tempo acabou, a vida passou e o que você fez com o tempo que lhe foi concedido??? Boa pergunta, mas aqui, a resposta tem de ser tua.
Como Senhor do Karma, Saturno é aquele que rege e lida com os mistérios da vida e da morte.
Vamos colocar as coisas assim: Saturno é aquele que te impõe um limite, ou seja, seu tempo de vida e o território no qual você irá trabalhar a sua vida. Construir a sua história pessoal e assegurar os seus bens terrenos, consciente de que eles, os bens terrenos, não te acompanharão quando sua alma alçar voo e o seu corpo for morar nas catacumbas.
Este é o dia de trabalhar a autodisciplina, a pontualidade, a estabilidade, a tolerância e a paciência. Como Saturno também lida com a Justiça este é um excelente dia para se trabalhar com as questões judiciais. Ou para pedir através da meditação a resolução das mesmas, já que Saturno simboliza o Pensamento.
Caso você careça de Perseverança, este é o dia certo para “refletir” sobre como manter a sua força de vontade em crescente constância.
Rege os signos de Capricórnio e Aquário.
Cores: preto, marrom, castanho escuro e azulão.
Metal: chumbo.
Flor: Papoula.
Joia: ônix, calcedônia, pérola ou safira.
Essência: sândalo ou mirra.
Incenso: vetiver (patchouli) ou arruda.
Elementais: Fadas e elfos, gnomos e duendes.
Fruta: Romã.
Felizes possam ser os seus sábados! Amanhã tem mais. O quê? Um dedinho de prosa, uai!
Abençoados sejam e AnIannaLonYa
(Vezzoni)


Dias da Semana. Sexta


Sexta-feira, não é o dia da cerveja! Sic???
É o dia de todas as Deusas e Deuses de Vênus.
Dentre as Deusas talvez a mais conhecida seja Afrodite, a Deusa romana, que rege o fluxo energético ao qual denominamos “AMOR”. Amor por si mesmo e pelos outros, a amizade, o prazer e a atração.
Esta senhora, da beleza e da natureza, nos leva ao crescimento e amadurecimento das nossas emoções. Portanto este é o Dia de buscar a harmonia interior. De fazer coisas que te tragam prazer, bem estar.
Rege os signos de Touro e Libra.
Cores: verde, índigo e rosa.
Metal: Cobre.
Flor: Acácia.
Joia: Esmeralda/ âmbar.
Essência: Rosa.
Incenso: Jasmim.
Elementais: Silfos e Gnomos.
Fruta: Que tal comer uma maçã bem vermelhinha???
Sexta-feira é um excelente dia para vencer, através da chama de uma vela cor de rosa, os inimigos e opositores declarados. Para tanto basta que você acenda a vela cor de rosa em intenção da Deusa Afrodite. Em um papel escreva o seu nome. Coloque o papel sobre um pires e cubra com açúcar. Diga: enquanto esta chama arde o aro de amor da Deusa se expande ao meu redor afastando tudo que atravanca a minha caminhada. (ou algo semelhante)
Espere até a vela quase terminar de queimar. Retire o papel do pires (caso queira segure com uma pinça) e leve-o de encontro à chama até pegar fogo. Enquanto ele queima diga: Contra o amor não há quem possa. Nesta chama tudo o que era ruim e contra mim enviado, foi devidamente transmutado. Pelo poder de três vezes três declaro que assim é!
Em seguida assopre as cinzas ao vento e despeje o açúcar na terra. (para quem não tem quintal pode despejar em um vaso de plantas, mesmo. O importante é que vá para a terra).
E a pergunta que não quer calar. Isto por si só já basta??? É claro que não! A vida prossegue e novos oponentes virão. Faz parte. Mas, tem um pequeno detalhe, você já sabe como trabalhar a energia da transmutação sem prejudicar ninguém. No final é isto que conta.
Agora trate de celebrar a Vida. Dance, cante, ria.
Felizes possam ser as suas sextas-feiras! Amanhã tem mais. O quê? Um dedinho de prosa, uai!
Abençoados sejam e AnIannaLonYa
(Vezzoni)