Recomeçar

Recomeçar
Assim como a fênix meu destino é o de renascer das cinzas. Quando acredito ter me aproximado de algo, na verdade este é o momento de abandonar tudo e recomeçar. Sempre de uma nova forma. De uma nova maneira, para que assim eu possa viver muitas vidas em uma única vida. (By Edna Vezzoni)

domingo, 31 de maio de 2015

Exercício do Perdão.




Exercício do Perdão. Próprio para ser feito nas segundas-feiras de lua crescente para cheia.

Melhor horário: após as dezoito horas.
Deusa mais apropriada: A Egípcia Ísis.


Antes de iniciar o exercício proposto, providencie um ambiente calmo e acolhedor. Fique na penumbra, com apenas a chama de uma vela branca.
Sente-se confortavelmente e faça o mantra RAMA (o som nasce da garganta) por 09 vezes, visualizando a cor dourada ao redor do plexo solar.
Coloque uma música suave. Sem letra.
Seus pés devem estar firmemente fixados no chão. Coluna ereta. Mãos cruzadas, (direita sobre a esquerda) repousando sobre o colo.
Feche os olhos. Respire profundamente. Inspire bem devagar contando mentalmente, 1, 2, 3,4. Segure o ar contando 01, 02. Expire suavemente 1, 2, 3,4. Repita o exercício + 3x.
Mantenha o ritmo respiratório.
Pausa.

Visualize-se vestida de branco. “pintada” com uma tinta ou uma luz imaginária, a roupa que você está usando nesse momento.
Comece pelos sapatos, as meias, a parte inferior, a roupa íntima, a parte superior, os acessórios.


Visualize uma escadaria branca, majestosa, à sua frente. Como as dos filmes inesquecíveis, com degraus largos, seguros. Um corrimão firme de cada lado e um patamar no final dela. Caminhe em direção á escada.
Vá subindo os degraus lentamente. Para cada degrau escalado, deixe em baixo alguém que lhe causa (ou causou) algum tipo de preocupação, mal estar, ou que tenha lhe ofendido.
Não precisa ser necessariamente, alguém de quem você não goste, ou que não goste de você, (seres encarnados ou desencarnados), mas também as pessoas que estão com algum tipo de problema para o qual você não tem a solução. Coloque-os todos ali. Familiares, colegas de trabalho, de estudos, rostos anônimos, quem tentou enganá-la no troco, quem foi rude no atendimento de uma necessidade sua, o homem que passa de carro e espirra lama na sua roupa, o empregado que responde grosseiramente, o funcionário público que a fez perder a paciência, etc.
Para cada degrau, uma pessoa, é deixada no patamar térreo. Até que todas estejam na escada.
Depois de escalar todo o time. Olhe para o horizonte distante. Lá longe, uma luz possante vem surgindo. Uma luz de um branco azulado.

 Procure sentir todo o seu ser. Perceba que antes de perdoar, você deve se perdoar. Veja-se então se libertando de toda mágoa, ódio, ressentimento, inveja, incompreensão, ciúmes, possessão.
Permita que todos esses sentimentos ruins saiam de sua mente e do seu coração. Veja essa nuvem escura abandonando seu corpo e sendo tragada pela forte luz do horizonte. 
Quando não houver mais nenhuma emoção negativa a ser absorvida pela luz; Volte-se para as pessoas que estão na escada, abaixo de você, encare-os e envie uma névoa úmida, perfumada, morna ou refrescante (dependendo do clima). Essa névoa vai sendo pulverizada sobre as cabeças dessas pessoas. À medida que a névoa vai caindo, os semblantes das pessoas se transformam.
Todos ficam serenos, com a expressão suave. Esboçam um sorriso e dirigem um terno olhar para você. Nesse momento você retribuirá com um gesto cordial. Seja um sorriso, um aceno, ou um beijo.
Aproveite a sensação de bem estar por mais alguns momentos, depois deixe a cena se desmontar e lentamente venha voltando para o aqui e agora.
Respire profundamente e abra os olhos. Observe o ambiente ao seu redor. Houve alguma mudança em você ou no ambiente?  
Registre seus sentimentos. Verifique quais foram as pessoas com as quais você teve mais dificuldade, em perdoar. Elas deverão fazer parte de um novo exercício, em uma outra ocasião.

Deixe a vela queimar até o final e retorne as suas atividades.

Nenhum comentário: